A vida não precisa ser leve só nas férias

Que a vida moderna é estressante não há dúvidas, mas por que diante de uma mesma situação umas pessoas se estressam e outras não?  

 

Eu era professora do ensino médio quando ouvi a seguinte pergunta: “está estressada professora? “.  O problema é que essa pergunta não veio de um médico, numa entrevista para checar como eu estava, ela veio dos meus alunos. Mas talvez, o problema maior tenha sido a minha resposta: “EU NÃO ESTOU ESTRESSADA!” – falei praticamente berrando e de cara fechada. Pela forma que os alunos me olharam, acho que minha resposta não foi convincente. 

Estresse é uma palavra de uso tão decorrente que já virou resposta pra tudo, assim como virose, usado como um termo vago em situações que não se sabe ao certo o que o paciente tem. Qualquer situação ganha o nome de estresse e tudo certo. “O doutor disse que era estresse”, e é como se não precisasse fazer mais nada, apenas conviver. Não significa que sempre precisamos fazer alguma coisa, até porque estresse não é uma doença terrível, no entanto, não precisa ser negligenciado e sempre esperar sem fazer nada, pois nem tudo se resolve só com descanso e férias na praia. Aliás, estresse em níveis altos pode gerar graves problemas. Nosso corpo funciona como uma orquestra, funciona em sintonia, quando estamos num estado de tensão – estresse – há um rompimento neste equilíbrio interno, e essa orquestra começa a funcionar em um compasso diferente. 

E o que faz uma mesma situação ser estressante para uma pessoa não ser estressante para outra? O que faz o congestionamento te deixar estressado e não deixar seu amigo que vai com você? O que faz o desafio recebido no trabalho ser algo estressor pra você e não ser para seu colega? A grande questão é que temos uma fábrica de estresse que "habita" o nosso ser. A forma que agimos, sentimos, pensamos e enxergamos as coisas a nossa volta são poderosas fontes de estresse. Aprender a identificá-las e a desenvolver novas formas de enfrentamento de problemas e dificuldades pode ser essencial para uma vida mais leve. Porque, embora o estresse tenha um lado biológico, os geradores de estresse são fatores internos.

O que acontece é que, muitas vezes, só quem faz psicoterapia consegue ter consciência de como seu padrão de funcionamento contribui, mais ou menos, para se estressar. Ter acesso a essas características e informações podem trazer bem-estar emocional e melhorar a qualidade de vida. 

Pensando nisso, foi criado a oficina “A vida não precisa ser leve só nas férias”, uma proposta de trabalho em grupos de 5 pessoas com o objetivo de possibilitar a tomada de consciência das fontes internas de estresse. Uma oficina teórica e prática, com 2 horas de duração e benefícios por longo prazo. 

 

Inscreva-se! Para mais informações entre em contato. 

Please reload

Posts em Destaque

Profissões: o que escolho? Como me decido? A escolha da profissão em 2 etapas

March 11, 2015

1/2
Please reload

Posts Recentes

02.11.2019

08.09.2018

Please reload